Por Felipe Ribeiro

Um ex-vereador viveu momentos de terror dentro de sua casa durante a manhã da última quarta-feira (14) em Fazenda Rio Grande, região metropolitana de Curitiba. De acordo com o empresário Ricardo Miranda, que é filiado ao PT, ele estava em casa com seu filho de quatro anos, quando dois homens renderam primeiro a empregada da casa, fugindo com vários pertences da casa. Miranda ainda criticou uma suposta falta de delegado titular na delegacia do município, que atrapalha a investigação tanto do seu caso como de quem precise na cidade.

“Assim que a doméstica chegou para o serviço, ela foi rendida e levada para o portão, deixando que outro assaltante entrasse na casa. Por mais que minha casa seja monitorada por câmeras, eles exigiam dinheiro, mas eu só estava com o da carteira. Então a sequencia foi uma meia hora de terror”, afirmou.

Segundo o ex-vereador, os assaltantes levaram dois videogames, celulares, relógios e outros pertences. “Depois de fazerem a limpa, eles nos amarraram no quarto para fugirem”, disse.

Sem investigação

Após o crime, Miranda se direcionou a Delegacia de Fazenda Rio Grande, onde passou a ter outro problema. No local, foi informado que a cidade estaria sem delegado titular e o número de investigadores era pequeno, impossibilitando a investigação do caso. “É no mínimo estranho que uma cidade de 120 mil habitantes e com tantos casos policiais não tenha delegado, pelo menos fisicamente”, concluiu.

A Banda B entrou em contato com a assessoria da Polícia Civil, que informou que a delegacia tem sim um delegado em exercício e que o Dr. Amarildo Antunes deve assumir o cargo até o final da semana, assumindo todas as investigações da delegacia.