A Polícia Civil de Goiás prendeu preventivamente um ex-militar do Exército suspeito de ameaçar -inclusive com uso de arma de fogo-, agredir e extorquir os próprios pais idosos em Crixás, próximo à divisa com Mato Grosso.

Pai idoso do ex-militar foi quem relatou o caso à polícia. A prisão do suspeito, cuja identidade não foi divulgada, aconteceu na última sexta-feira (28), menos de oito horas após a denúncia.

Ameaças e agressões vinham acontecendo ‘há meses’. Em uma das ocasiões, o suspeito usou uma arma de fogo para extorquir os pais, exigindo R$ 15 mil para que não os matasse.

ex-militar-agride-pais
Foto: Reprodução

Com medo do filho, a mãe do suspeito saiu de casa. Seu marido, pai do ex-militar, disse à polícia que a esposa tinha receio de que o filho cumprisse todas as ameaças de morte.

Operação da Polícia Civil contou com o apoio da PM. Após receberam a denúnica e serem liberados pela própria vítima, os agentes foram até a residência da família, onde encontraram a arma e o suspeito. O ex-militar foi levado para a Delegacia de Polícia de Crixás.

UOL não conseguiu contato com a defesa do suspeito. O espaço segue aberto para manifestação.

“Com vistas a garantir a ordem pública por meio da proteção das vítimas, considerando a gravidade das sucessivas ameaças e a condição peculiar de vulnerabilidade daquelas, a autoridade policial representou ao Poder Judiciário pela prisão preventiva do suspeito, dando cumprimento ao mandado expedido”, disse a Polícia Civil de Goiás, em nota.

Comunicar erro

Comunique a redação sobre erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página.

Ex-militar é preso suspeito de agredir e extorquir os próprios pais em Goiás

OBS: o título e link da página são enviados diretamente para a nossa equipe.