Um ex-gerente de banco foi alvo de uma ação da Polícia Civil nesta sexta-feira (30). Ele é suspeito de desviar R$ 1,2 milhão a partir de um golpe que praticava, segundo a polícia, enquanto ainda era gerente. O homem não foi preso, mas as investigações continuam. Ele foi desligado do banco após a descoberta do crime.

Foto: Divulgação/Polícia Civil.

A equipe da Delegacia de Estelionato de Curitiba chegou ao caso através de uma denúncia do próprio banco. Conforme o delegado Thiago Dantas, a instituição percebeu a fraude.

“Foi feita uma auditoria interna e descobriram que houve desfalque de mais de R$ 1 milhão e descobrimos, na investigação, que um dos funcionários ativava algumas contas realizando pequenos depósitos. A partir do momento que a conta era reativada, o gerente fazia o requerimento de talões de cheque, que eram emitidos para a agência e o próprio gerente emitia esses cheques em determinados valores e depositava em três contas distintas de pessoas jurídicas. Esse mesmo funcionário ia até um caixa eletrônico e realizava os saques dessas importâncias”. 

Agiu por anos

As fraudes começaram em 2019 e aconteceram até maio deste ano, quando, segundo a polícia, o banco percebeu o que estava acontecendo. O gerente foi demitido pela fraude praticada e o caso foi denunciado à polícia. 

Durante o período em que agiu, o ex-gerente ativou cerca de 85 contas bancárias e realizou mais de 100 estelionatos. 

Ainda conforme o delegado, os proprietários das contas inativas que eram reativadas pelo ex-gerente não têm culpa, pois não tinham conhecimento que as contas estavam em funcionamento. Já o prejuízo ficou com o banco. 

Foto: Divulgação/Polícia Civil.

Nesta sexta-feira, a equipe da delegacia cumpriu mandados de busca e apreensão.

“Optamos pela busca e apreensão, porque queremos entender se há outros participantes. Bens foram apreendidos, contratos, documentos, e agora continuamos a investigação”. 

O homem vai responder por estelionato, mas a polícia não descarta a prática de outros crimes, como lavagem de dinheiro – caso os ativos que sejam desviados da instituição bancária estejam em nome de terceiros para ocultar a origem dos valores.

Comunicar erro

Comunique a redação sobre erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página.

Ex-gerente que aplicou golpe milionário em banco é alvo de investigação, em Curitiba

OBS: o título e link da página são enviados diretamente para a nossa equipe.