Por Marina Sequinel

Uma estudante teve o carro arrombado e pertences roubados no estacionamento da Universidade Positivo, em Curitiba, na manhã desta sexta-feira (2). Segundo ela, o assaltante entrou no veículo e fugiu com roupas que ela havia comprado para uma amiga de presente e também com um iPod, totalizando um prejuízo de R$ 1,5 mil.

“Eu saí da aula e quando cheguei no carro percebi que o banco do motorista estava muito para trás, os meus pés mal alcançavam os pedais. Eu procurei o presente e não achei, de jeito nenhum. A mochila com os meus patins, que sempre fica no porta-malas, estava no banco traseiro”, contou a vítima em entrevista à Banda B.

Segundo ela, tudo indica que o assaltante teve acesso ao porta-malas pelo banco de trás e que tentou sair com o veículo, mas não conseguiu. “Acredito que ele só não fugiu com o automóvel porque algo o impediu. Depois do crime, eu falei com a empresa responsável, que informou que vai olhar as imagens das câmeras, e adiantou que não tinha muito o que fazer, porque não havia sinal de arrombamento. Achei isso absurdo, porque existem diversas maneiras de entrar em um carro sem precisar arrombá-lo”, completou.

Em nota, a Universidade Positivo afirmou que, para ocorrências dentro do estacionamento do campus Ecoville, a responsabilidade é da Estapar. A Banda B entrou em contato com o supervisor da empresa responsável, que declarou não ter conhecimento sobre a ocorrência.

Orientações do Procon-PR

De acordo com o Procon-PR, órgão de defesa do consumidor, os fornecedores têm responsabilidade em relação aos vícios e defeitos apresentados na prestação do serviço, o que inclui dano ou furto.

“Ainda é comum encontrar placas e cartazes que retiram a responsabilidade dos estacionamentos em relação ao veículo ou aos objetos deixados no interior dele. Esses avisos não têm qualquer validade e os fornecedores não podem ignorar os direitos do consumidor. O artigo 14 do CDC defende quem tem problemas nesses estabelecimentos, pois considera o fornecedor responsável pelo dano decorrente de um serviço ofertado”, diz o Procon.

Para mais informações, clique aqui.

Notícia relacionada

Carro estacionado na UP é atingido por bala perdida; tiro teria vindo de confronto