Um homem suspeito de invadir e furtar o Centro Municipal de Educação Infantil (CMEI) Jornalista Juril, no bairro Campo de Santana, em Curitiba, foi preso menos de quatro dias após invadir o mesmo espaço estudantil, nesta terça-feira (9). Ele foi detido no bairro Tatuquara. Guardas municipais (GM) estimaram um prejuízo de, aproximadamente, R$ 20 mil por conta do crime.

furto CMEI Paraná
‘Especialista em roubo de creches’ é novamente detido menos de quatro dias após invadir o mesmo CMEI em Curitiba. Foto: Cristiano Vaz/Banda B – Montagem

Segundo a GM, o homem já possui oito passagens pela polícia. Foram levados vários objetos do CME, entre eles: panelas, enxadas e um carrinho de mão; portas, janelas e outras estruturas foram danificadas.

À Banda B, o GM Adriano Santos comentou que, quando a equipe recebeu as informações e características do suspeito, todos já souberam que ‘teriam o trabalho facilitado’.

Cientes das características do suspeito, fomos até o local e descobrimos que o mesmo indivíduo, que teria invadido esse CMEI, já havia furtado vários materiais, portas, arrombado o espaço e quebrado vidros. Ele tinha fugido do local. Foi quando a equipe pediu a ajuda de outros guardas, unidades do bairro Tatuquara, todos fizeram o cerco e acabaram prendendo o suspeito. Ele fugiu pela mata, mas, mesmo assim, não conseguiu escapar.

Adriano Santos, guarda muncipal.

O homem foi pego com duas facas em uma mochila.

Estava com duas facas para tentar ameaçar a equipe. (…) Tudo o que ele destruiu, ele conseguiu tirar para fora do CMEI, por cima do muro. Ele arrombou portas, levou carrinho de mão, enxada e tudo o que estava ao seu alcance. A gente torce para que ele fique preso justamente porque é reincidente de vários furtos, crimes.

Adriano Santos, guarda muncipal.

O homem foi encaminhado à Central de Flagrantes e, mais uma vez, está à disposição da Justiça.

Comunicar erro

Comunique a redação sobre erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página.

‘Especialista em roubo de creches’ é novamente detido menos de quatro dias após invadir o mesmo CMEI em Curitiba

OBS: o título e link da página são enviados diretamente para a nossa equipe.