O empresário que atirou e matou um homem suspeito de invadir sua caminhonete, na madrugada desta terça-feira (11), no bairro Santa Felicidade, em Curitiba (PR), foi ouvido na delegacia e confessou ter disparado contra ele.

O dono da caminhonete, que não teve a identidade revelada, se apresentou na Divisão de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) da Polícia Civil acompanhado de advogados e entregou quatro armas à delegada que investiga o caso.

Segundo Magda Hofstaetter, todas as armas estão registradas no nome dele e uma foi usada para matar Gabriel Sampaio de Azevedo, de 27 anos – o suspeito de invadir o carro do empresário para furtar objetos. As armas vão passar por perícia.

HOMEM-CAPA-AMAROK
Dono de Amarok foi surpreendido pelo alarme do carro e atirou várias vezes contra o suspeito – Foto: Reprodução/Câmera de segurança

“O atirador se apresentou ontem e entregou as armas que estão registradas no nome dele. Ele mora em um imóvel próximo ao local onde o veículo estava estacionado e relatou que, durante a madrugada, ouviu o alarme do carro, foi até a janela e atirou contra o carro porque não sabia o que estava acontecendo”, descreveu a delegada.

Magda destacou que o dono da caminhonete é investigado por homicídio qualificado, uma vez que acrescentou “motivo fútil” ao ocorrido. “Ele é investigado por homicídio qualificado em razão do motivo fútil e aguardamos outras diligências para apresentação do relatório e encaminhamento à Justiça”, concluiu.

A Banda B não conseguiu estabelecer contato com o empresário porque a identidade dele não foi revelada. O espaço segue aberto para manifestações.

Morte após arrombamento de caminhonete

Gabriel Sampaio de Azevedo foi morto a tiros após arrombar a caminhonete do empresário para furtar itens nesta terça (11), no bairro Santa Felicidade. Sem se importar com o alarme disparado, o suspeito invadiu o carro após arremessar uma pedra contra uma janela, mas foi surpreendido por tiros.

A ação do suspeito durou cerca de 55 segundos, já que o furto foi interrompido pelos disparos e ele saiu correndo. De acordo com a polícia, ele foi atingido pelos tiros enquanto estava dentro do automóvel e morreu pouco depois de sair correndo. O corpo dele foi encontrado a cerca de 100 metros da Amarok.

Outro furto em Curitiba

Gabriel também é apontado como o responsável por furtar objetos de dentro de outros carros em Curitiba. Como mostrou a Banda B mais cedo, ele já foi flagrado cometendo crimes na região central da cidade.

Em um vídeo registrado por câmera de segurança, o suspeito aparece arremessando uma pedra contra um carro estacionado no Centro da capital paranaense. O episódio aconteceu no último dia 6, e ele furtou objetos que haviam dentro do automóvel.

Antes deste crime, porém, ele teria sido preso em flagrante por arrombar outro carro com uma pedra.

Comunicar erro

Comunique a redação sobre erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página.

Empresário confessa que atirou e matou homem que invadiu caminhonete em Curitiba; delegada fala em ‘motivo fútil’

OBS: o título e link da página são enviados diretamente para a nossa equipe.