Um empresário, que não teve a identidade revelada, foi preso por atirar contra um motoboy após uma briga no trânsito, na noite desta sexta-feira (7), em Curitiba (PR). A prisão aconteceu cerca de uma hora depois do início das negociações com a Polícia Militar (PM).

De acordo com a corporação, o empresário e o motoboy brigaram por “motivo banal”. Durante a confusão, o suspeito teria desembarcado do carro e pegado uma chave do motociclista, que o perseguiu até em casa. O empresário então teria devolvido a chave, mas atirado contra o motoboy em seguida.

Empresário atira contra motoboy após briga no trânsito e é preso em Curitiba; vídeo mostra disparos
Empresário está com o registro de CAC vencido – Foto: Banda B

O motociclista gravou um vídeo no momento em que passou em frente à casa do empresário, que disparou pelo menos quatro vezes contra ele. “Aí, bonitão! Depois nós passa aí para conversar”, diz o motoboy, que é surpreendido pelos tiros em seguida.

O motoboy não chegou a ser atingido pelos disparos e fugiu. Pouco tempo depois, o vídeo gravado por ele começou a circular nas redes sociais, segundo a PM.

“Ele [motoboy] filmou essa conduta. Logo após isso, começou a circular em redes sociais esse vídeo. Nosso oficial viu o vídeo, conseguiu identificar a casa e foi até o local. Ele chamou a equipe de negociação ao chegar no endereço, e o suspeito se entregou”, disse o capitão Gonçalves à Banda B.

De acordo com o policial, o empresário é CAC (caçador, atirador e colecionador), mas está com o registro vencido.

Advogado do suspeito, Fábio Almeida afirmou que ele se entregou à polícia de “forma voluntária” e que foi ameaçado pelo motoboy, o que motivou os disparos.

“Esse motoboy seguiu meu cliente após a briga e proferiu várias ameaças. No próprio vídeo gravado por ele, isso fica claro. Temendo pela integridade dele e da família, ele fez alguns disparos de arma de fogo para o alto. Os disparos ocorreram dentro da residência dele”, disse.

O suspeito foi encaminhado à Central de Flagrantes da Polícia Civil, e o caso deverá ser investigado.

Armas em situação irregular no Brasil

Dados divulgados pela Polícia Federal (PF) apontam que mais de 1,5 milhão de armas de civis está com o registro vencido no País. O Brasil, diz o levantamento, possui quase 2,9 milhões de armas cadastradas no sistema da PF em nome de cidadãos comuns e servidores públicos.

As autorizações para CACs, contudo, não estão inclusas no balanço, uma vez que são de responsabilidade do Exército.

Por outro lado, o número de pessoas com registro de CAC aumentou quase sete vezes entre 2018 e 2022.

Em 2022, o Brasil registrou mais de 200 mil novos CACs, segundo dados do Anuário Brasileiro de Segurança Pública

Comunicar erro

Comunique a redação sobre erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página.

Empresário atira contra motoboy após briga no trânsito e é preso em Curitiba; vídeo mostra disparos

OBS: o título e link da página são enviados diretamente para a nossa equipe.