Uma empresa é alvo da Polícia Civil do Rio Grande do Sul suspeita de vender produtos atingidos pelas enchentes de maio.

Uma empresa de demolição é investigada por vender produtos de higiene, alimentos e bebidas das inundações. A polícia cumpriu nesta sexta-feira (28) cinco mandados de busca e apreensão em endereços vinculados ao empreendimento, que é de Porto Alegre.

Os itens eram lavados e depois comercializados normalmente. A delegada Cristiane Becker explicou que a empresa recolhia os produtos danificados durante o trabalho de limpeza de locais atingidos pela enchente.

latas-na-agua-suja-da-enchente-1
Foto: Reprodução/Polícia Civil

A polícia ainda alertou sobre o alto risco de contaminação desses materiais. “Os produtos que entraram em contato com as águas das enchentes possuem um alto risco de contaminação, sendo impróprios ao consumo humano, já que podem ocasionar inúmeros males à saúde dos consumidores”, pontuou.

Vídeos mostraram o depósito onde os produtos estavam sendo armazenados. Nas imagens, é possível ver latas de refrigerante mergulhadas na água e as mercadorias sujas pela lama em um amontado de entulhos.

O nome da empresa e dos responsáveis pelo negócio não foram divulgados pela polícia. Por isso, não foi possível localizá-los nem contatar a defesa dos envolvidos.

Comunicar erro

Comunique a redação sobre erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página.

Empresa é suspeita de vender alimentos que ficaram debaixo d’água no RS

OBS: o título e link da página são enviados diretamente para a nossa equipe.