O suspeito de ser o ‘maníaco do Sandero’ prestou depoimento em uma audiência de custódia, na última sexta-feira (10), em Curitiba. Ele é denunciado por pelo menos quatro crimes sexuais, todos praticados na capital. Ao ser questionado pela justiça se tinha algum problema de saúde, Guilherme Rabelo, de 36 anos, disse: “eu tenho uma doença no sangue, HIV”.

Guilherme prestou depoimento na última sexta-feira (10) (Foto: Reprodução)

Preso desde o dia 8 de janeiro, o suspeito também disse ter uma extensa ficha criminal, com mais de 30 anos de condenação. “Ao todo, tenho passagens por furto, tráfico e uma tentativa de latrocínio”, revelou.

Ainda na audiência, ele citou que está namorando e tem um filho. “Trabalho em bar a noite e também com concerto de madeira. Namoro e tenho um menino de 12 anos que mora com a mãe dele”, afirmou.

O caso está sendo investigado pela Delegacia da Mulher.

Namorada

Enquanto Guilherme prestava informações à Justiça, a namorada dele era presa. A jovem, de 23 anos, é suspeita de acobertar os crimes praticados por ele. Na casa dela, em um flat, a polícia encontrou munições da arma apreendida com o maníaco.

Diz que foi agredido

O suspeito foi encaminhado à Delegacia da Mulher no momento da prisão. Na audiência, ele contou que foi agredido por policiais.

“Estou machucado, com a boca cortada por dentro. Pisaram em cima da algema, no meu pescoço, chutaram minha costela. Isso aconteceu na delegacia e no carro, com a Polícia Militar, por pelo menos dois policiais. Estavam em uns 10 mais ou menos”, relatou.

Ele será encaminhado ao Instituto Médico Legal (IML) para realizar um laudo de lesões corporais.