A Polícia Civil prendeu preventivamente duas pessoas suspeitas de vender remédios abortivos, nesta quinta-feira (22). As prisões ocorreram em Curitiba e em Foz do Iguaçu, região Oeste do Estado. Outros quatro mandados de busca e apreensão também foram cumpridos na ação. Durante as buscas, em endereços relacionados aos suspeitos, os policiais civis apreenderam documentos e objetos de valor, como relógios e óculos.

Investigadores fazem buscas na residência de um dos envolvidos. Foto: Divulgação/PCPR

 

As investigações foram iniciadas há pouco menos de um mês e já retirou 105 comprimidos de circulação, segundo a polícia. Também foi apurado ainda que os suspeitos importavam os remédios do Paraguai e enviavam os medicamentos de Foz de Iguaçu para Curitiba, em objetos como panelas elétricas e pesos para segurar portas.

 

Objetos de valor são apreendidos pela Polícia Civil. Foto: Divulgação/PCPR

 

A Polícia Civil informou que trabalha agora para apurar como era realizada a venda do remédio abortivo e identificar demais pessoas envolvidas. O homem e a mulher presos na ação irão responde por importação e venda de produtos destinados a fins terapêuticos.

Matérias Relacionadas