Foto: Divulgação Polícia Civil

Um homem de 49 anos foi preso em flagrante por policiais da Delegacia de Furtos e Roubos (DFR), na tarde desta segunda-feira (3), suspeito de furtar energia elétrica. O suspeito seria gerente de um mercado na Rua Manoel Martins de Abreu, no bairro Rebouças, em Curitiba, onde agentes da Companhia Paranaense de Energia Elétrica (Copel) constataram uma ligação irregular de energia.

De acordo com o delegado-titular da DFR, Matheus Laiola, as equipes receberam denúncias anônimas de que poderia haver produtos de origem ilícita. Os policiais diligenciaram até o local, porém não encontraram irregularidades nos produtos. Entretanto, em contato com os operadores da Copel, foi constatado uma ligação irregular de energia. “Parte do cabeamento estava desviado da unidade medidora, o que caracterizou a fraude”, atesta o delegado.

O homem, que já tinha uma passagem pela polícia pelo crime de receptação, segue custodiado pela Polícia Civil à disposição da Justiça. Ele vai responder pelo crime de furto qualificado.

Prisões

A prisão do suspeito endossa a substancial investigação da especializada quanto aos furtos qualificados de energia e desvios de sinais de telecomunicação. Em 2018, foram inúmeras prisões envolvendo ligações irregulares de energia elétrica. Em apenas uma delas, um gerente de uma empresa de mineração de Rio Branco do Sul foi preso suspeito de desviar mais de R$ 2 milhões em energia.

“Nós temos realizado diversas ações visando coibir, não apenas os furtos de energia, mas também os furtos de materiais de cobre, o que acaba colocando em risco serviços essenciais, como os de saúde”, afirma Laiola.

O delegado ressalta que a implementação de uma força tarefa, com fiscalizações periódicas, ajudou a reduzir os índices de furtos destes materiais. “Tivemos uma redução superior a 60% no número de furtos de materiais de cobre graças a fiscalização realizada em conjunto entre a Polícia Civil e as secretarias municipais de Urbanismo e Meio Ambiente, além de representantes das operadoras de telefonia e das companhias de energia e abastecimento.