O dono de um ferro foi morto a tiros na manhã desta segunda-feira (21), no bairro Capão da Imbuia, em Curitiba. Robson Batista Venância, 35 anos, era conhecido como Robinho, e foi atingido por disparos de uma pistola 9 milímetros. Os suspeitos fugiram em um Fox, de cor branca. A Polícia Civil acredita que o crime seja um acerto de contas entre bandidos.

O crime aconteceu na Avenida Victor Ferreira do Amaral quase esquina com Paulo Kissula. Um homem armado desembarcou de um veículo e foi em direção ao alvo, que estava do lado de fora do ferro-velho. Um funcionário do ferro-velho, que viu o crime, disse que não houve discussão e que a ação foi bastante rápida. “Fui pegar café pro Robson, os caras já estavam aqui, quando voltei, vi os caras atirando nele. Eu peguei e saí correndo lá para trás. O Robson estava aqui fora, do lado da caminhonete. Não falaram nada”, descreveu à Banda B.

O Serviço Integrado de Atendimento ao Trauma em Emergência (Siate) chegou a ser acionado, mas o Robinho já estava morto. A família chorava bastante em cima do corpo da vítima. Vizinhos disseram que Robinho era um homem comunicativo e aparentemente tranquilo.

Entretanto, o delegado Osmar Feijó, da Divisão de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), garantiu que ele praticava tráfico de drogas na região. “A vítima tem passagem por tráfico de drogas, roubo e ameaças. Vamos repassar essas informações à equipe responsável para chegar aos autores. A vítima praticava o tráfico de drogas na região, lidava com produtos roubados, provavelmente, algum desentendimento entre parceiros que acabou nisso”, finalizou.

Uma pessoa foi abordada pela polícia como sendo um suspeito, mas foi liberado após rápida checagem. O corpo será encaminhado ao Instituto Médico Legal (IML) de Curitiba.