Duas pessoas foram presas suspeitos pelo crime de homicídio que provocou a morte de Raphael Valduir Paulo da Silva, no dia 23 de julho, na CIC, em Curitiba. Silva foi morto com diversos tiros em frente à casa dele. As prisões foram realizadas no bairro Cidade Industrial de Curitiba, em diferentes dias, uma foi na tarde na quarta-feira (3) pela equipe de investigação da Divisão de Homicídios e Proteção a Pessoa (DHPP) e a outra pela Polícia Militar no dia 20 de outubro deste ano.

Dois foram presos pela morte de Raphael Silva em julho – Foto: PC/PR

De acordo com a polícia, Silva foi morto no dia 23 de julho em frente de casa, na rua Aparecido Feliciano Caetano, 522 no bairro CIC, por volta das 4h da manhã. O pai dele ouviu os disparos quando foi até a janela de sua casa e avistou um carro de cor escura empreendendo fuga após o crime, mas seu filho já estava morto.

Para o delegado responsável pelo caso, Osmar Feijo, da 3ª Delegacia de Homicídios, a motivação do crime esta envolvida com o tráfico de drogas na região. “Cerca de um mês antes do crime, no dia 18 de maio, a vítima tinha acabado de ganhar liberdade da Casa de Custodia, onde estava presa cumprindo pena pelo crime de tráfico de drogas”, falou Feijó.

Allysson Cobetini Antunes, de 24 anos, foi preso após uma abordagem da Polícia Militar. Contra ele havia um mandado de prisão em aberto suspeito pelo crime. Já Cristiano Rodrigo Lara de Castro, 32 anos,  foi preso na tarde de quarta-feira por uma equipe da DHPP.

“Existe uma mulher que também teve participação no crime que esta foragida, denúncias podem ser feitas através do 0800 643 1121, o sigilo é mantido”, lembrou o delegado.

A dupla presa possui antecedentes criminais com tráfico de drogas e foram autuados pelo crime de homicídio. Se condenados, poderão pegar até 30 anos de reclusão. Ambos aguardam à disposição da Justiça.