Por Luiz Henrique de Oliveira

Uma denúncia que chegou pela rede social Facebook fez a Prefeitura de Curitiba orientar pedreiros terceirizados que realizavam uma obra e estavam assediando mulheres, no Cemitério Água Verde, em Curitiba. Segundo a internauta, em postagem reproduzida nesta quinta-feira (10) pelo órgão municipal, ‘está difícil aguentar os caras que trabalham nas obras do cemitério’.

abuso(Foto: Reprodução Facebook)

Ainda de acordo com a internauta, todo dia era assim. “Eles param qualquer coisa que estejam fazendo para observar as mulheres que passam e fazem gracinhas”, afirmou a internauta, moradora na região.

Segundo a prefeitura, após a denúncia a Guarda Municipal (Núcleo Regional do Portão e Patrulha Maria da Penha) e a Secretaria de Obras estiveram no local para conversar e orientar os funcionários para respeitarem as mulheres.

“Os funcionários receberam orientações sobre a Lei Maria da Penha e sobre as consequências dessas abordagens, caso a vítima queira registrar uma queixa. Foram distribuídos folders a todos para terem melhor conhecimento a respeito do assédio contra as mulheres”, explicou a prefeitura.

Por fim, o órgão municipal deixou a seguinte mensagem aos internautas: Assédio não é elogio: denuncie através do 153