A defesa da motorista Cássia Vialli Martins, suspeita de atropelar e matar o motoboy Jheykson Roger Medeiros, de 36 anos, se manifestou na noite deste domingo (4), e afirmou, por meio de nota, que ela lamenta o acidente. A expectativa é que Cássia se apresente à polícia nas próximas horas.

Jheykson Roger Medeiros motorista acidente boqueirão
Acervo Pessoal

Medeiros perdeu a vida após ser atingido por uma caminhonete Hilux próximo a um bar no bairro Boqueirão, em Curitiba. O veículo invadiu a contramão e, segundo testemunhas, a motorista do automóvel não prestou socorro, apresentava sinais de embriaguez e foi embora do local em outro carro.

“Eu parei o carro, dei a ré e sinal de alerta. Ela desceu do carro dela e disse: aí meu Deus, o que aconteceu? Ela apresentava sinais de embriaguez. Assim que ela viu o que tinha feito, ela entrou em outro carro e foi embora. Eu ajudei a levantar a caminhonete, porque o pneu ficou na cabeça dele. Um rapaz, que sabia fazer os primeiros socorros, tentou ajudar a vítima”, contou um morador da região, que viu o acidente, à Banda B.

O caso aconteceu na Rua Paulo Setúbal. O motoboy trabalhava para a hamburgueria da família, de acordo com os próprios parentes, no momento do acidente.

Protesto da família

Na tarde deste domingo (4), dezenas de pessoas se reuniram com faixas e caminharam da residência do pai do rapaz até o local da colisão, no bairro Boqueirão, em Curitiba – um trajeto de aproximadamente três quilômetros.

Leia a nota completa na íntegra da defesa de Cássia, abaixo.

O advogado da condutora do veículo Hilux, Sra. Cássia Vialli Martins, envolvida no fatídico acidente na noite do último sábado (3), Dr. Igor José Ogar vem por meio desta NOTA esclarecer que a sua constituinte primeiramente lamenta todo ocorrido, sempre expressando profundamente suas condolências em relação a vítima e também desejando consolação a seus familiares, afirmando oportunamente que não irá se furtar das responsabilidades legais e que estará colaborando com toda investigação e esclarecimento dos fatos junto as autoridades competentes.

Advogado Igor José Ogar.

Delegacia de Delitos de Trânsito (Dedetran) investiga o caso envolvendo a motorista e o motoboy no Boqueirão.

Comunicar erro

Comunique a redação sobre erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página.

Defesa de motorista que atropelou e matou motoboy diz que cliente lamenta acidente e deve se apresentar à polícia

OBS: o título e link da página são enviados diretamente para a nossa equipe.