Silvano ficou detido por mais de doze horas na Central de Flagrantes (Foto: Flávia Barros – Banda B)

 

A defesa de Silvano Rogério Weber, que foi preso acusado de tortura contra dois suspeitos de roubo em Curitiba, divulgou vídeos nesta sexta-feira (14) para mostrar três momentos distintos que a dupla teria agido contra a residência localizada no bairro Hauer. Segundo o advogado Dyogo Cardoso, Silvano não tinha a menor dúvida de que os dois eram os autores do roubo e, somente por isso, usou sua caminhonete para tentar deter os ladrões.

Em entrevista à Banda B, Cardoso descreveu que as imagens mostram os suspeitos rondando a casa e fugindo com as bicicletas. “Na primeira ação, que a gente estima ter acontecido entre 1h e 1h40 da madrugada, uma pessoa entra na casa e leva embora uma bicicleta de razoável valor econômico, deixando ainda prontas outras bicicletas para furto. O que essas pessoas não contavam é que o Silvano ouviu o crime e ficou aguardando, como um pressentimento. Em dois, então, eles retornaram e encontraram os bens de uma forma diferente da que haviam deixado. O Silvano então pegou sua caminhonete e, em um ato heroico, realizou a detenção deles já montados nas bicicletas”, disse o advogado.

O crime aconteceu na madruga de 6 de dezembro. Para o advogado de Silvano, as imagens demonstram que os dois suspeitos soltos pela Polícia Civil realmente cometeram o roubo. “Confiamos no Ministério Público e no Poder Judiciário e temos certeza que vamos conseguir reduzir ou fazer com que essa acusação de tortura caia”, comentou.

Na ocasião, a família de Silvano se revoltou com a prisão dele por tortura e a liberação dos dois supostos ladrões. À Banda B, o delegado responsável pela prisão, Fábio Machado, disse que cumpriu a lei. “Eu compreendo a indignação da esposa de Silvano, essa é a indignação de todos os brasileiros diante da criminalidade, mas a polícia está aqui para cumprir as leis. Eu não tive o que fazer, tive que defender a lei. Nós temos que ser civilizados. Não podemos usar de vingança privada para resolver os fatos pelas próprias mãos, que foi o que aconteceu neste caso, segundo o próprio Silvano”, afirmou.

Confira a sequência de imagens no player abaixo:

O caso

Silvano Rogério Weber foi preso acusado de tortura durante a madrugada. A prisão dele revoltou a esposa Poliana Vilela, de 35 anos. À Banda B, ela contou que por volta da 1h30, eles notaram que ladrões haviam entrado no quintal da residência e levado uma bicicleta. O marido e proprietário da casa ficou acordado imaginando que poderiam voltar.

A detenção dos suspeitos por Silvano aconteceu após eles retornarem para buscar as bicicletas.

Já pela manhã, um dos suspeitos foi preso pelo Batalhão de Operações Especiais (Bope) por retornar até a casa do bairro Hauer.