(Foto: Divulgação/EBC)

A Polícia Federal de Curitiba prendeu, nesta quinta-feira (21), duas pessoas suspeitas de simularem um casamento para regularizar a situação de imigrante cubana ilegal no país.

De acordo com a PF, o falso casal apresentou diversos documentos com o intuito de regularizar a permanência da imigrante que mora em Mandirituba, na região metropolitana de Curitiba.

Devido a informações de que estariam ocorrendo fraudes em processos destinados a obter o registro de estrangeiros, policiais federais verificaram a documentação apresentada e constataram a falsidade do casamento. Com os documentos, a prisão foi realizada em flagrante.

Ambos foram presos e responderão pelos crimes de estelionato, falsidade ideológica em documento público e em documento particular e uso de documentos falsificados. Se condenados poderão ter penas de até 15 anos de prisão.

Se os documentos fossem verdadeiros, permitiriam que a estrangeira obtivesse o registro de permanência no país por casamento com brasileiro.