Dupla presa pela Polícia Civil. Foto: DM/Banda B

 

A Polícia Civil do Paraná (PCPR) desarticulou uma quadrilha especializada no crime do “cavalo louco”, onde a vítima é agredida com um empurrão ou soco, cai ao chão e os criminosos aproveitam para roubar seus pertences. A quadrilha agia na região central de Curitiba. (Assista ao vídeo de uma das ações abaixo)

O primeiro preso é Rodrigo Trevisan, o “Aranha”, 42 anos, que segundo as investigações seria o líder da quadrilha, na última terça-feira (25). Na semana anterior, na quarta-feira (20), já havia sido efetuada a prisão de Natan Vieira da Paz, 42.

O delegado do 1º DP Pedro Felipe Andrade disse que imagens de câmeras de segurança foram fundamentais na investigação. “Já foram presos mais de uma vez, são prisões recorrentes pela prática do mesmo crime. As imagens que tivemos acesso mostram exatamente de que forma a quadrilha agia, escolhendo vítimas. Um integrante chegava por trás, dava um soco por trás ou um empurrão, a vítima caia no chão e outros da quadrilha chegavam para simular uma ajuda, nisso, eles pegavam pertences nos bolsos, na bolsa, sem que ela percebesse”, descreveu à Banda B.

Outros dois integrantes do bando acabaram tendo cumpridos seus mandados de prisão, em abordagem de rotina da Polícia Militar, em Laranjeiras do Sul, região Centro Sul do Estado. Foram presos Eros marcos Alves, 37, e Noeli Aparecida Alves, 45, que permanecem presos na cadeia daquela cidade.

A PCPR ainda conseguiu mandados de prisão contra mais dois envolvidos, Djalma Godoi Martinho, 55, e Luiz de Almeida Espinola, 32, que continuam foragidos.

Mais um

Durante as diligências a fim de cumprir os mandados de prisão, a equipe avistou um veículo VW Fox, de cor branca, em atitude suspeita. Após a checagem da placa, foi constatado que o mesmo era furtado. Foi preso em flagrante por receptação, Ronaldo Gonçalves dos Santos, 22. O veículo foi devolvido ao proprietário.