Por Felipe Ribeiro e Danaê Bubalo

Situação ocorreu em tradicional ponto de encontro dos rubro-negros (Foto: Danaê Bubalo)Situação ocorreu em tradicional ponto de encontro dos rubro-negros (Foto: Danaê Bubalo)

O domingo de Dia dos Pais tinha tudo para ser de alegria para os torcedores do Atlético após o empate no último lance de jogo frente ao Sport, mas novamente um confronto entre Fanáticos e Ultras manchou o belo espetáculo feito por mais de 27 mil pessoas na Arena da Baixada. Após o jogo, as duas organizadas se encontraram no cruzamento das ruas Brigadeiro Franco e Brasílio Itiberê, deixando um torcedor de 21 anos em estado gravíssimo. Atualização: Diretores da Ultras negam que o confronto tenha envolvido membros de sua facção.

De acordo com o cabo Cordeiro, o jovem não conseguiu fugir do confronto, vindo a ser espancado na sequência. “Ele relatou ser membro da Fanáticos e que havia acabado de sair do jogo, agora foi encaminhado com lesões em crânio, no pescoço e nas pernas”, comentou.

Cordeiro lembrou que estes confrontos entre as duas torcidas se tornaram comuns no entorno da Arena, o que sempre exige um reforço especial por parte da Polícia Militar. A Ultras chegou a ser proibida pela diretoria rubro-negra de entrar uniformizada no estádio, mas conseguiu na Justiça reverter a decisão.

O jovem foi encaminhado ao Hospital Evangélico.

Equipe de imprensa agredida

Durante o acompanhamento da situação no local, uma equipe da TV Bandeirantes Curitiba foi agredida por torcedores do Atlético. O motivo foi o uso de uma camiseta verde pelo cinegrafista. Ele deixou o local e passa bem.

Futebol

Nas arquibancadas, a torcida fez a sua parte, compareceu em grande número e o time atleticano empatou somente aos 52 minutos do segundo tempo. Nas arquibancadas a torcida não decepcionou e compareceu em grande número, com 24.826 pagantes e 27.327 no total, segundo maior público do rubro-negro no campeonato.