Um homem, de 33 anos, foi condenado a indenizar a ex-mulher em R$ 1 milhão por tentar matá-la a facadas em Piraquara, na região metropolitana de Curitiba (PR). Ele também foi condenado a 49 anos de prisão. O crime aconteceu em dezembro do ano passado, e a sentença foi proferida pelo Tribunal do Júri no último dia 28.

Segundo o Ministério Público do Paraná (MP-PR), a vítima estava grávida de cinco meses e sofreu um aborto devido aos graves ferimentos. “De acordo com as apurações da autoridade policial, na madrugada da data do crime, o réu atingiu toda a extensão do abdômen da vítima com uma faca, causando a morte do bebê, que era filho do réu”, divulgou o órgão.

Homem é condenado a pagar R$ 1 milhão após esfaquear ex-mulher grávida por achar que filho era do patrão
Imagem meramente ilustrativa – Foto: Depositphotos

Após ser atingida pelas facadas, a mulher foi socorrida imediatamente e levada às pressas para um hospital.

A Promotoria informou que a motivação do crime está relacionada ao fato do homem não querer que a vítima prosseguisse com a gestação por acreditar que ela estava o traindo com o patrão dela. O réu suspeitava que a criança não era sua filha.

“Após o crime, mesmo foragido, o denunciado continuou a ameaçar a vítima e o patrão dela, enviando mensagens pelas redes sociais”, disse o Ministério Público.

O Conselho de Sentença acatou parcialmente a denúncia oferecida pelo MP: tentativa de homicídio quadruplamente qualificado (por feminicídio, uso de meio cruel, utilização de recurso que dificultou a defesa da vítima e motivo fútil). Ele também foi denunciado e condenado pelos crimes de aborto provocado por terceiro sem consentimento da gestante e ameaça.

A pena foi agravada porque a vítima era gestante, perdeu o bebê, e o crime ocorreu na presença das filhas da vítima – de seis, oito e 20 anos.

Ele foi preso em janeiro deste ano, em Itapoá (SC).

A Justiça não permitiu que ele recorra da decisão em liberdade.

Comunicar erro

Comunique a redação sobre erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página.

Homem é condenado a pagar R$ 1 milhão após esfaquear ex-mulher grávida por achar que filho era do patrão

OBS: o título e link da página são enviados diretamente para a nossa equipe.