A Operação Sinergia foi iniciada nesta quinta-feira (26) com o objetivo de trazer segurança para a população de todo o Paraná. O ponto de partida foi dado por diversas autoridades públicas e de segurança no Parque Barigui, em Curitiba. Esta megaoperação irá reunir todas as forças de segurança do Estado para o mesmo fim: combater a criminalidade.

 

Diversas viaturas da Polícia Militar (PM) estiveram presentes no Parque Barigui. Foto: Marcelo Borges/Banda B

 

Segundo a secretaria de Segurança Pública, a operação contará com mais de 4 mil policiais, além de guardas municipais e fiscais de segurança para intensificar o policiamento preventivo e ostensivo no Estado. Serão feitos patrulhamentos terrestre, aéreo e aquático, dando foco em abordagens policiais, bloqueios táticos e de trânsito, em estradas e vias urbanas, rurais e locais. Locais com grande circulação de pessoas e veículos também serão alvos da operação.

A previsão é que a Polícia Militar (PM), Rodoviária Federal (PRF) e Estadual (PRE), além dos Batalhões da Fronteira (BpFron) e Operações Aereas (BPMOA); a Polícia Civil e as delegacias especializadas; a Polícia Federal; as Guardas Municipais (GM); a Receita Federal e Estadual; o Exército Brasileiro, atuem juntos na operação que não tem data para acabar.

“O final de ano se aproxima. Então, a segurança publica está organizando esta grande operação para que a gente possa mostrar a população que eles terão segurança. Hoje é um dia importante. Cada um com a sua missão, a gente precisa resgatar a segurança para a população”, disse o coronel Marinho, secretário de Segurança Pública do Paraná, à Banda B.

Polícia Militar

O coronel Hudson, subcomandante da PM no Paraná, deu mais detalhes sobre a forma que a própria Polícia Militar irá atuar. Responsável pelo policiamento ostensivo, Hudson também comentou à Banda B que cada região irá trabalhar de acordo com a própria realidade. De acordo com o coronel, cada comando regional da PM teve liberdade para organizar os próprios trabalhos.

“Em alguns pontos será focado no tráfico de drogas, outros pontos na redução de homicídios, em outros nós abordaremos estabelecimentos comerciais onde há denuncias de tráfico também. A intenção é proporcionar o aumento da sensação de segurança e proximidade das forças de segurança com a sociedade. No fim, buscamos a redução dos índices de criminalidade”, pontuou.

Litoral

O major Romão, subcomandante do 9º Batalhão da PM que atende o Litoral do Paraná, destaca que as ações vão contribuir com o início da Operação Verão. “Nós temos sete municípios que estarão desenvolvendo, auxiliando, aqui nesta parte do Estado mais a Leste. Nós somos o único batalhão que faz fronteira com o Mar. Com certeza, contribuirá e muito, para um preparativo de segurança pública para nós aqui no Litoral, pré-vislumbrando o inicio da Operação Verão nesta temporada”, disse à Banda B.

Curitiba

Já em Curitiba, o secretário de Segurança, Guilherme Rangel, falou que a cidade terá quase mil policiais espalhados em mais de 300 viaturas, e contarão com o apoio de duas aeronaves. “O foco é a saturação. A integração entre as forças policiais estarão saturando o ambiente. Então, a gente vai colocar diversos policiais em vários pontos da cidade para que a gente possa mostrar a atividade comercial e inibir qualquer atividade criminosa”, disse.

Vídeo