Com objetivo de reduzir a chamada criminalidade violenta, a Força Nacional de Segurança Pública começa a atuar em São José dos Pinhais, na região metropolitana de Curitiba, na próxima sexta-feira (30). A ação faz parte do projeto “Em Frente Brasil — Programa Nacional de Enfrentamento à Criminalidade Violenta” e foi autorizada pelo ministro Sérgio Moro. O principal foco do programa é o implantar atividades multidisciplinares para tentar reduzir o número de crimes violentos, em especial os homicídios.

Foto: Reprodução EBC

De acordo com o Diário Oficial da União, as equipes serão destinadas para atuar nas ações de policiamento ostensivo nas atividades e nos serviços imprescindíveis à preservação da ordem pública e da incolumidade das pessoas e do patrimônio. Nessa atividade, a Força Nacional permanecerá na cidade por 120 dias.

Por 180 dias, as equipes também atuarão em ações de polícia judiciária e perícia forense pelo período de 180 dias, podendo ser prorrogado.

O coronel Nivaldo Marcelos da Silva, do 6° Comando Regional de Polícia Militar (6º CRPM), explicou que esse será um trabalho conjunto e integrado das forças de segurança do estado, município e União. “A escolha [de São José dos Pinhais] foi feita pelo Ministério da Justiça e Segurança Pública com base em vários requisitos, como o de ter uma boa condição fiscal e prospecção de crescimento. Em números absolutos, o número de homicídios já vinha sendo reduzido na cidade e esperamos que isso aconteça ainda mais com a presença da Força Nacional”, disse.

O prefeito Toninho Fenelon lembrou que a segurança pública é essencial para o atendimento à população e se mostrou animado com o projeto. “Segurança publica não faz só com repressão, mas investindo em questões sociais, como esporte, educação e cultura. Acredito que estamos no caminho certo”, comentou.

Programa

O Em Frente Brasil é um projeto piloto de enfrentamento à criminalidade violenta que consiste na articulação entre a União, os Estados e Municípios para a redução de crimes violentos – em especial os homicídios – com foco territorial em áreas de concentração desses indicadores.

O objetivo é implementar um conjunto de ações multidisciplinares e transversais nas áreas de educação, esporte, lazer, cidadania, cultura, empreendedorismo e outras, a partir de diagnósticos locais que identifiquem os fatores socioeconômicos que tenham correlação com a incidência criminal, fundamentando-se nessas evidências a elaboração de planos integrados de ação com responsabilidades concretas para cada um dos três entes federados, com a proposição de indicadores e metas customizadas ao território.

O projeto foi desenhado a partir da análise de experiências nacionais e internacionais exitosas, buscando-se reunir os elementos comuns e alcançar, como resultado, não só a redução de crimes violentos, mas também a transformação socioeconômica do território com a anulação ou redução considerável dos fatores que estejam vinculados à incidência criminal.