Um homem que dirigia um carro roubado confrontou policiais do Batalhão de Operações Especiais (Bope), na noite desta quarta-feira (22), e morreu baleado no bairro Alto Boqueirão, em Curitiba. Ele tinha cerca de 30 anos, ainda não está identificado no Instituto Médico Legal (IML) de Curitiba e, segundo o Bope, era foragido. O comparsa dele se entregou e foi preso.

 

 

O confronto aconteceu na rua Pastor Antônio Pólito, esquina com a rua Wilson Dacheux Pereira. De acordo com o capitão do Bope, Simino, policiais do serviço reservado acompanhavam um Ônix, que estava sem placas. “A P2 do Bope estava acompanhando um carro suspeito que estava sem placas, eles não sabiam qual era a motivação para que aquele carro estivesse sem as placas. Uma viatura caracterizada foi acionada para fazer a abordagem e nisso um deles se rendeu e o outro abriu a porta do carro e fugiu”, descreveu.

De acordo com o capitão, esse homem que fugiu correu por cerca de três quadras e se deparou com a equipe à paisana. “Ele atirou contra eles, que revidaram”, afirmou o capitão.

Susto

Durante o confronto entre policiais e o suspeito, o carro de uma motorista que voltava da igreja foi atingido. Terezinha Cieslak disse à Banda B que pensou se tratar de uma pedrada no vidro. “Eu estava descendo a rua, tinha um carro parado na minha frente abandonado, mas eu não achei que estivesse sem ninguém e parei atrás, para esperar o sinal. Nisso, senti e ouvi o impacto. Pensei que tivesse sido uma pedrada, iria embora porque fiquei com medo, mas nisso vi um policial pulando o muro”, descreveu.

Delegacia

O veículo Ônix usado pelos suspeitos estava com alerta de roubo, do último dia 19 em Curitiba, e foi apreendido, assim como uma pistola 9 milímetros. O preso foi encaminhado para a Polícia Civil, que ficará responsável pelo caso.