Sequestrada na última sexta-feira (16), os criminosos que levaram a médica Tamires Gemelli da Silva Mignoni, filha do prefeito de Laranjeiras do Sul, Berto Silva, realizaram o primeiro contato com a família da jovem.  O caso que segue em sigilo, foi registrado em Erechim, no Rio Grande do Sul.

Segundo informações, uma equipe do grupo Tigre (Tático Integrado de Grupos de Repressões Especiais), foi mandada do Paraná para o Estado gaúcho, afim de auxiliar a liberar a refém e prender os suspeitos.

Segundo o tio da vítima, o radialista Gilson Pessoa, que reside em Cascavel, neste domingo (18) os sequestradores entraram em contato e solicitaram a quantia de R$2 milhões para liberar a médica. Ainda não há informações detalhadas de como está acontecendo a negociação.

Investigação

A Polícia Civil traça a linha cronológica dos últimos passos dados pela médica antes de desaparecer misteriosamente, por volta do meio-dia de sexta-feira (16), em Erechim, cidade a 369 quilômetros de distância de Porto Alegre.

A delegada Diana Casarin Zanatta que auxilia nas investigações revela que o caso é extremamente delicado e a escolha de manter toda a investigação em sigilo, neste primeiro momento, é para preservar a vida da vítima. “Não podemos divulgar nenhuma informação, pois os criminosos também têm acesso a tudo que é informado e isso é muito perigoso”, descreve, de acordo com reportagem do Portal Catve.

Tamires Gemelli da Silva Mignoni desapareceu na sexta-feira (16) – reprodução

O desaparecimento

A filha do Prefeito da cidade de Laranjeiras do Sul, Berto Silva, foi sequestrada na última sexta-feira. O crime aconteceu na cidade de Erechim, estado do Rio Grande do Sul, cidade ao centro do estado.

A médica saía de uma Unidade de Saúde Bairro Aldo Arioli onde é contratada pela Prefeitura. Ela é pega quando se aproxima do carro e é levada pelos criminosos. O carro da vítima estava abandonado aproximadamente seis quilômetros da UBS onde ela foi vista pela última vez.

Leia a cobertura completa do caso AQUI na Catve, portal parceiro da Banda B.