(Foto: Flávia Barros – Banda B)

 

Um homem de 50 anos foi preso na manhã desta quinta-feira (21) com um extenso material de conteúdo pornográfico envolvendo crianças e adolescentes. Segundo a Polícia Civil, ele é contador terceirizado de uma grande imobiliária de Curitiba, localizada na Avenida Sete de Setembro, no Centro.

“Ele trabalhava na empresa há um tempo e já havia a suspeita de que armazenava imagens e vídeos dessa natureza em um HD externo. Com essa denúncia, nós fomos até o escritório dele e confirmamos o crime. O homem foi preso em flagrante”, comentou o delegado José Barreto de Macedo Júnior, do Núcleo de Proteção à Criança e o Adolescente Vítimas de Crimes (Nucria), em entrevista à Banda B.

Segundo ele, o modo como o homem baixava os arquivos ainda será investigado. Mas a polícia tem a informação de que o contador conectava o HD externo no computador do trabalho. “Lá ele tinha acesso a todo o conteúdo, com um grande número de fotos e vídeos, que ocupavam entre 500 GB e 1 Terabyte. A princípio, nós apuramos que ele só armazenava e não produzia esse tipo de material”, completou.

O suspeito, que não teve o nome divulgado, é casado e possui dois filhos. “É uma pessoa acima de qualquer suspeita, com um ótimo trabalho… Por isso nós já alertamos para todos que, caso recebem vídeos ou imagens pornográficas infantis, que não compartilhem e avisem o Nucria”, finalizou o delegado.

O contador foi autuado em flagrante por armazenamento de conteúdo pornográfico de crianças e adolescentes, crime em que cabe fiança – o valor ainda não foi estipulado. Se pagar, ele pode responder o processo em liberdade.

Defesa

O Advogado Renan Pacheco Canto, que representa o indiciado, disse que o cliente nega com veemência as acusações. “Ele é um pai de família, e durante 50 anos de vida sequer pisou em uma Delegacia de Polícia. Ele trabalha na auditoria fiscal de uma grande imobiliária e, coincidência ou não, na data da suposta denúncia estava ocorrendo uma minuciosa análise financeira para apurar supostos desvios dentro da empresa. A inocência dele restará evidenciada no decorrer do processo, não há dúvidas disso”, comentou.