Pela segunda vez esta semana, a casa de um policial militar foi incendiada  em Curitiba. De acordo com a polícia, o incêndio foi criminoso como retaliação ao PM, que não se feriu e transferiu a família.

O primeiro incêndio foi registrado na madrugada de segunda-feira (4), na Rua dos Funcionários, no bairro Cabral. A casa estava vazia e os bandidos atearam fogo e deixaram um recado no muro: “Achamos a casa do porco, vai morrer, 1533”. O número 1533 está ligado à facção criminosa PCC.

Casa do PM ficou parcialmente destruída pelo incêndio – Foto: Banda B

O fogo na segunda-feira foi contido pelos bombeiros, avisados pelos vizinhos.

Na madrugada desta quinta-feira (7), a casa foi invadida novamente. Desta vez, os bandidos usaram panos molhados com gasolina e atearam fogo mais uma vez. Segundo tenente Mazur, do 20º Batalhão, metade da casa foi destruída, principalmente na área interna.

“Eles foram na segunda-feira, atearam fogo na casa, picharam o muro e agora voltaram e atearam fogo de novo. Felizmente, nem o PM e nem a família dele estavam no local nas duas situações. O caso está sendo investigado sob sigilo e não temos informações sobre qual seria a motivação dos ataques”, informou o tenente.

A Policia Civil investiga o caso e não há informações sobre a autoria dos ataques.