Cansados do grande número de assaltos no entorno da Praça Tiradentes, em Curitiba, familiares de estudantes pedem segurança. Avô de um adolescente de 13 anos, Jair Esmeraldino, procurou a Banda B nesta quarta-feira (11) para desabafar e fazer um apelo para que o policiamento seja reforçado na região.

Reprodução Google Street View

Em entrevista à reportagem, Esmeraldino comentou que toda semana fica sabendo de pelo menos uma ação de criminosos contra os estudantes. “Meu neto e vários outros jovens fazem curso por ali. Eu, já por medo, sempre aguardo meu neto sair, mas acabo presenciando as pessoas comentando que acabaram vítimas. Toda semana percebemos isso e nada é feito”, lamentou.

Esmeraldino explica que os criminosos agem sempre da mesma maneira e aguardam pessoas que estão com o celular na mão. “Os bandidos puxam a mochila e tomam o celular, parecem não ter medo”, concluiu.

Segundo os estudantes, a Rua do Rosário é uma das mais críticas, principalmente no sábado.

Com o relato, a Banda B procurou a Polícia Militar, que informou que o Centro registrou uma redução de 9% no número de furtos e de 21,4% nos roubos de janeiro a setembro deste ano. “No que compete ao policiamento ostensivo e preventivo, papel da Polícia Militar do Paraná, os trabalhos estão sendo feitos diariamente na área central por meio de motos, viaturas e módulos móveis, além de reforço. No início do mês foi lançada a Operação Natal, a qual está em vigor. A PM também conta com o apoio da população para fazer denúncias e repasse de informações. O registro do Boletim de Ocorrência é essencial para que o batalhão responsável pela área possa planejar e readequar o policiamento caso seja necessário”, informa a corporação.