Por Luiz Henrique de Oliveira e Bruno Henrique

homicidio-setranAgente da Setran foi assassinado na CIC (Foto: Danaê Bubalo – Banda B)

O exame de balística feito pelo Instituto de Criminalística comprovou que os tiros disparados contra o agente da Secretaria de Trânsito de Curitiba (Setran), Reinaldo Lopes, de 54 anos, saíram da arma de Josilmo Josias Lins, preso depois de trocar tiros com policiais militares no Litoral do Paraná. Isso é mais um elemento para o inquérito policial, que aponta Josilmo como autor do crime que aconteceu na Cidade Industrial de Curitiba (CIC) no fim do mês de agosto.

homicidio-setran2-e1411222152870Josilmo matou por se irritar com multa aplicada (Foto: Divulgação Polícia Civil)

Segundo informações iniciais da Divisão de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), Josilmo teria disparado quatro vezes com uma pistola ponto 40, que foi apreendida com ele. Durante a tarde hoje, a DHPP dará mais informações sobre o exame e também o estado de saúde de Josilmo, já que depois que foi baleado não se sabe qual foi o destino dele.

O delegado Danilo Zarlenga, da DHPP, explicou em setembro o que motivou o crime. “O agente recebeu uma denúncia do 156 e foi até a rua Ricardo Emílio Michel, na Cidade Industrial de Curitiba, para averiguar a situação. Ele fez as notificações e continuou no local para terminar a papelada quando foi surpreendido por Josilmo”, explicou.

O acusado não teve o veículo multado, mas estava com o grupo de pessoas que recebeu o alerta. “Aconteceu de Reinaldo se deparar com um homem que já tem passagens pela polícia e já foi preso por porte ilegal de arma. Ele era um pai de família, trabalhador e não merecia passar por isso”, completou o delegado.

Notícias Relacionadas:

Suspeito pela morte de agente da Setran é baleado após tentativa de assalto no litoral

Agente da Setran foi assassinado pela profissão e polícia procura o autor; foto