Apontado como o assassino do ator Rafael Miguel e de seus pais, Paulo Cupertino é preso na cidade de Centenário do Sul, no Paraná. O empresário estava foragido desde junho de 2019 após cometer os crimes em São Paulo. A prisão foi feita pela Polícia Civil de São Paulo.

Paulo Cupertino é acusado de atirar 13 vezes em Rafael Miguel, João Miguel e Miriam Miguel, por não aceitar o relacionamento da filha com o ator.

Paulo Cupertino foi preso no Paraná

Em 2020, a justiça reverteu o mandado de prisão temporária para preventiva e entrou na lista de criminosos mais procurados pela polícia de São Paulo.

 

O ex-empresário usou um documento de identidade falso no interior do Paraná para conseguir se manter foragido no Brasil.

A Polícia Civil descobriu a fraude na segunda-feira e alertou a polícia paulista, que investiga o paradeiro do empresário. Além de responder pelos assassinatos, Cupertino vai responder por falsidade ideológica. A informação é do G1.

O crime

O crime aconteceu em junho de 2019, na Zona Sul de São Paulo. Paulo Cupertino é acusado de atirar 13 vezes em Rafael Miguel e em seus pais, o casal João Alcisio Miguel, de 52 anos, e Miriam Selma Miguel, de 50. Ele não aceitava o relacionamento da filha com Rafael Miguel.

Em 19 de junho de 2020, a Justiça converteu o mandado de prisão temporária dele em preventiva. Desde julho deste ano, Paulo Cupertino estava na lista dos criminosos mais procurados pela polícia de SP.