(Fotos: Divulgação/PF)

 

A apreensão de 2 kg de cocaína no aeroporto de Foz do Iguaçu, no Oeste do Paraná, terminou com uma jovem de 22 anos presa e 12 funcionários levados à delegacia. O caso aconteceu neste domingo (3) e contou com a ação integrada de policiais federais e agentes da Receita Federal.

A passageira, que seguia para Maceió fazendo conexão em Guarulhos,  passou pelo canal de inspeção e, diante de suspeitas, foi encaminhada para uma revista pessoal. No scanner, nada foi encontrado com ela, nem em suas bagagens.

Entrevistada pelos policiais, no entanto, a jovem entrou em contradições e passou a ser discretamente acompanhada para verificar se ela receberia pacotes de outras pessoas, o que não aconteceu. Ela fez o check-in normalmente e foi até a área de embarque.

Não satisfeita, a equipe de policiais e servidores foi até o porão do avião e localizou o entorpecente escondido na mala da passageira. De acordo com a Polícia Federal, o modo como tudo aconteceu indica que a droga foi colocada dentro da bagagem por algum funcionário da companhia aérea que a manuseou, na etapa da triagem, na rampa ou no porão.

Retirada do voo, a mulher confessou que receberia R$ 1,5 mil para levar o entorpecente até Maceió e entregá-la a um desconhecido. Ela não revelou quem seria o seu contato em Foz do Iguaçu. Ela e os 12 funcionários que tiveram contato com a mala foram conduzidos para a Delegacia de Polícia Federal, para a lavratura do flagrante.

Segundo a PF, somente a mulher foi autuada. Os demais tiveram as credenciais recolhidas pela Infraero e aguardarão a conclusão das investigações em liberdade.