Os especialistas em segurança pública aconselham para que ninguém reaja a um assalto. Entretanto, nem todas as pessoas conseguem ver o ladrão levar seus pertences e não fazer nada diante disso. Este foi o caso de um aposentado de 61 anos,  que estava junto com a esposa em um ponto de ônibus, na tarde desta terça-feira (7), em Campo Largo, região metropolitana de Curitiba. O casal foi vítima de um assalto e o idoso reagiu.

O assalto aconteceu em um ponto de ônibus na BR-277, no Jardim Guarani, em Campo Largo. (foto: Reprodução/ Google Street View)

 

O aposentado estava no ponto de ônibus, no Jardim Guarani, acompanhando a esposa em uma entrevista de emprego, em Curitiba, quando foram abordados por dois homens, em um carro Uno. Um dos ladrões tentou pegar a bolsa da mulher, mas o idoso reagiu.

“Eles chegaram e deram voz de assalto e já vieram pegar a bolsa da minha mulher. Do jeito que estamos, precisando das coisas, precisando de serviço, eu agarrei na bolsa e ficamos puxando ela ‘pra lá e pra cá’, que chegou a rasgar. O motorista puxou a arma, mas ele não conseguia atirar, pois o comparsa dele estava na frente”, contou o aposentado.

O casal foi ajudado por um caminhoneiro, que percebeu a situação e parou na frente do Uno. “Veio o caminhoneiro, tentou fechar ele para não sair. Depois, também veio outro carro atrás, buzinando. Então o ladrão entrou no carro e eles fugiram”, completou o aposentado.

O casal não teve ferimentos e os pertences não foram levados. Até o fechamento da reportagem, a vítima não havia feito o boletim de ocorrência.