Um aposentado de 80 anos, morador no Uberaba, em Curitiba,  caiu numa cilada feita por um assaltante e voltou para casa sem o celular, documentos, e roupas. Segundo o que ele contou foi abordado pelo malandro no centro de Curitiba.

“Estava na Praça Carlos Gomes quando um homem pareou comigo e perguntou se eu não conhecia alguém pra trabalhar numa chácara. Disse que eu trabalhei muito tempo, mas que hoje já estava velho, com 80 anos. Ele insistiu se eu conhecia alguém e falei que meu neto estava procurando trabalho”, contou.

Golpe começou na Praça Carlos Gomes – Foto: Banda B/SMCS

Diante da resposta positiva do seu Arlindo o golpista se mostrou interessado. “Ele perguntou: mas é trabalhador seu neto? Disse, rapaz, é muito. Daí ele perguntou como podíamos ir até em casa pra ele conhecê-lo. Falei que tinha que resolver umas coisas no centro e marcamos na praça logo depois. Daí ele falou pra gente ir ver a chácara primeiro e eu aceitei”, relatou o idoso à Banda B.

Eles foram de ônibus até Campina Grande do Sul, local da suposta chácara. “Chegando numa área com mato ele falou pra gente descer e ir por trás da tal chácara, que era melhor. Fomos caminhando até que ele falou que era um assalto. mandou entregar tudo se não eu ia morrer. Pegou minhas roupas, celular, carteira, meia e sapato. Fiquei de cueca no meio do mato. Achei que ia morrer”,.

O aposentado diz que caminhou por cerca de duas horas no mato até encontrar uma casa e pedir ajuda. “Pensei que o único jeito era morrer ali. Fiquei sem esperança e todo ensaguentado. Graças a Deus encontrei ajuda. Essas pessoas me deram roupa e pude pegar o ônibus de volta. Por misericórdia de deus estou vivo”, completou a história.

O aposentado prestou queixa à policia e descreveu o golpista.