Comerciantes de Almirante Tamandaré, na Região Metropolitana de Curitiba, procuraram a polícia nesta sexta-feira (31) para denunciar ligações ameaçadoras que estão recebendo de uma suposta facção criminosa. As ameaças acontecem após o tiroteio que terminou com seis pessoas baleadas, sendo que duas morreram, em uma tabacaria na região do bairro São Jorge, na noite desta quinta-feira (30).

tiroteio distribuidora almirante tamandare
Foto: Cristiano Vaz – Banda B

Segundo o soldado Romualdo, da Polícia Militar, os criminosos ligam exigindo dinheiro, inclusive mandam vídeos de pessoas armadas para intimidar os comerciantes. Trata-se de um golpe.

“Acompanhamos uma ligação dessas, um comerciante abordou a equipe, e os bandidos estavam na linha dizendo que eles são obrigados a ajudar a facção nesse momento, se não vão invadir os comércios, matar funcionários, matar clientes… Passam endereço, nome dos proprietários, passam muita informação, mas são coisas que eles conseguem todas através do Google”, explicou o soldado.

Orientação

Romualdo fala ainda que, em caso do recebimento de ligação, não deve responder e orienta a registrar o boletim de ocorrência.

“Infelizmente no desespero as pessoas acabam caindo no golpe. Nossa orientação é para desligar o telefone, não continuar conversando. Se ligar de número restrito, nem atenda o telefone. Se começarem a mandar fotos e vídeos pelo Whats, bloqueia o contato. Oriente funcionários, familiares, para que eles não caiam nesse golpe. Realmente a ligação pra quem atende é bem tensa e assustadora”, disse o policial.

Cerca de nove pessoas teriam procurado a polícia para denunciar as ligações com ameaças da suposta facção.

Tiroteio

Por volta das 20h30 da noite desta quinta-feira, dois homens se aproximam da tabacaria e um deles atira várias vezes contra o local, que estava cheio de clientes. Os tiros provocam correria.

jovem vítima tabacaria
A jovem Renata Godzinski, de 22 anos, que morreu no tiroteio – Reprodução Redes Sociais

A jovem Renata Godzinski, de 22 anos, e um homem identificado como Fernando José Pereira de Almeida morreram. Este último seria o alvo dos tiros e é apontado pela PM como traficante conhecido na região.

“Informações preliminares dão conta de que a vítima se trata de um traficante local. Isso ainda precisa ser confirmado. Se a identificação confere, é um indivíduo que já entrou em confronto com as equipes policiais”, afirmou o tenente R. Oliveira.

Outras quatro pessoas ficaram feridas, sendo uma delas em estado grave.

Comunicar erro

Comunique a redação sobre erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página.

Após tiroteio que matou dois em tabacaria, comerciantes relatam ameaças de suposta facção criminosa na RMC

OBS: o título e link da página são enviados diretamente para a nossa equipe.