O último procurado pelo assassinato do ex-policial Samir Skandar foi preso, no Uruguai, por agentes do Departamento de Capturas Internacionais da Interpol. Hernandes Oliveira da Silva, o Mike,  teria sido o mandante do assassinato de Samir, em novembro de 2019, em Curitiba. Com o suspeito foram encontrados mais de 64 mil dólares e 126 mil pesos uruguaios, que convertidos totalizam aproximadamente R$351,3 mil.

A Polícia Civil do paraná (PCPR) descobriu que o criminoso teria forjado a própria morte no Paraguai. Documentos apontam que ele teria morrido em decorrência de “infarto por insuficiência respiratória”, no dia 22 de junho deste ano, em Assunção.

Mike foi preso no Uruguai – Divulgação PCPR

Mike é suspeito de liderar uma organização criminosa internacional envolvida no tráfico de cocaína. Ele foi capturado em Canelones, cidade litorânea a 40 quilômetros da capital Montevideu, e apresentou documentos falsos aos agentes uruguaios, mas foi reconhecido pelas fotografias divulgadas. Com a verificação das impressões digitais, sua verdadeira identidade foi comprovada.

Na terça-feira (20), a Polícia Rodoviária Federal (PRF) prendeu o comparsa de Mike, o croata Luka Maric, de 28 anos. A prisão aconteceu na BR-116, em São Paulo. Os dois eram procurados pela Interpol.

Além do duplo homicídio do ex-policial e do porteiro Alvari de Paula Silva, Mike é suspeito de ter ordenado o assassinato do sérvio Marjan Jocic.

Outras informações serão repassadas pela PCPR nesta sexta-feira.

Relacionadas: