Valter Paes de Lima está desaparecido desde o dia 21 de agosto deste ano da cidade de Almirante Tamandaré, na Região Metropolitana de Curitiba (RMC). São mais de dois meses de pura agonia que a família vive dia após dia.

Preocupada, Vânia, mãe do rapaz, entrou novamente em contato com a Banda B para pedir ajuda e fazer uma reclamação, uma vez que, segundo ela, a foto/informações do filho sequer haviam sido divulgadas na lista de desaparecidos da Polícia Civil do Paraná até a tarde desta quarta-feira (1º).

desaparecido Almirante Tamandaré
Mãe pede ajuda para encontrar filho com deficiência intelectual desaparecido há 20 dias na Grande Curitiba. Foto: Colaboração/Arquivo Pessoal

Vânia fez questão de relembrar as roupas que o filho vestia no dia em que saiu de casa: uma bermuda, na cor cinza; uma blusa, na cor azul; além de boné e tênis, ambos na cor preta. A família, segundo ela, já recebeu informações de que Valter teria sido visto, pelo menos, três vezes, neste período em que está sumido, por moradores de Almirante Tamandaré.

A primeira, no Contorno Norte; a segunda vez, na Rodovia dos Minérios, em um trecho de obras; pela última vez, no portal [de Alm. Tamandaré], sentido ao bairro Mato Dentro. Nós já fizemos buscas nestes locais, foi feito boletim de ocorrência [BO], fotos foram espalhadas pela cidade, mas, até o momento, não obtivemos notícias dele. Estamos muito preocupados.

Vânia, mãe de Valter Paes de Lima.

A mãe também ressaltou durante a entrevista que o filho tem deficiência intelectual e faz uso de medicamentos controlados. A situação é decorrente de um grave acidente que o homem de 48 anos sofreu no ano de 2015.

Ele não era de ficar longe de casa. Ele saía de manhã, mas depois já voltava para o almoço e não saía mais de casa no período da tarde. Agora, ele saiu e faz este tempo que estamos preocupados. Por favor, nos ajude a procurar o Valter.

Vânia, mãe de Valter Paes de Lima.
homem-desaparecido-almirante-tamandaré
Após dois meses, mãe segue sem respostas sobre desaparecimento de filho com deficiência intelectual na RMC. Foto: Colaboração/Arquivo Pessoal

O fato de ter entrado em contato com a Banda B para pedir ajuda também passa pelo fato de que, conforme dito acima, não haviam sido divulgadas as informações de Valter no site em que a Polícia Civil do Paraná concentra informações sobre os desaparecidos no Estado. Apesar da fala da mãe, a reportagem checou e verificou que, na manhã desta quinta-feira (2), o detalhe já havia sido corrigido.

Mesmo assim, a entrevista lamentou a situação.

Eu tentei falar com o delegado, mas não consegui. (…) Se eu tivesse competência nisso, se pudesse, já teria feito, mas eu não consigo fazer, tem que ser a polícia para fazer isto. Hoje, mais de 70 dias após o desaparecimento, não constava nada. Quando que vamos conseguir achar o menino?

Vânia, mãe de Valter Paes de Lima.

Espaço Banda B – Polícia Civil

A Banda B entrou em contato com a Polícia Civil na tarde desta quarta-feira (1º) para obter um posicionamento sobre o andamento das investigações, mas também o porquê de que as informações sobre Valter não constavam na lista de desaparecidos online.

No entanto, a reportagem não obteve retorno. A matéria será atualizada assim que o posicionamento for enviado.

Comunicar erro

Comunique a redação sobre erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página.

Após dois meses, mãe segue sem respostas sobre desaparecimento de filho com deficiência intelectual na RMC

OBS: o título e link da página são enviados diretamente para a nossa equipe.