Uma policial militar (PM), da cidade de Itu, no estado de São Paulo, morreu após ser atingida por um tiro no peito pelo namorado, também PM do mesmo batalhão. O caso aconteceu por volta das 22h deste sábado (30), na rua Amazonas, no Jardim São Pedro, no município de Santo Antônio da Platina, no Paraná. O episódio teria tido início após uma discussão por conta de ciúmes.

(Foto: Divulgação)

Quando equipes do Corpo de Bombeiros e da Rotam (Rondas Ostensivas Tático Móveis) chegaram ao local da ocorrência, o PM estava com uma arma apontada para a cabeça, dizendo que tiraria a própria vida. O irmão do policial conseguiu deter o familiar e pegar sua arma após conversa.

Ciúme

O autor do disparo contra a vítima relatou que o casal estaria em um churrasco e que depois foram para o quarto, onde se deitaram em um colchão no chão. Uma discussão teria acontecido por conta do ciúmes da mulher de mensagens que a ex mulher havia enviado ao homem.

Após xingamentos de ambas as partes, a namorada teria começado a desferir socos e arranhões no pescoço do namorado, momento em que o mesmo foi se levantar para tomar banho e ainda ajoelhado retirou a pistola que se encontrava em sua cintura. Na sequência, ela teria gritado: “então agora você vai atirar em mim”, segurou a mão dele e o disparo aconteceu.

Os bombeiros verificaram os sinais vitais da mulher e constataram a morte. O policial foi conduzido à ambulância, onde recebeu atendimento. Posteriormente, ele foi conduzido à delegacia.

A arma do policial, uma pistola Taurus PT 640 – calibre .40, foi entregue à polícia e encontrava-se carregada com um estojo deflagrado, além de 10 munições intactas no carregador. No local também foi localizado a arma de fogo da vítima, dentro de sua bolsa, sendo uma pistola Taurus PT 24/7 calibre .40 com 15 munições intactas.