Um homem de 35 anos foi encontrado morto na manhã desta quarta-feira (15), com sinais de violência, em Piraquara, na região metropolitana de Curitiba. Ele estava em um barranco às margens do Canal Extravasor. A esposa do homem estava no local e confirmou que Anderson Amálio Kutz saiu de casa ontem à noite e não retornou mais. Há 12 anos, Kutz perdeu o filho caçula de apenas 8 meses em um acidente de carro.

 

Homem tinha ferimentos por arma de fogo. Foto: Banda B

 

A Polícia Militar (PM) foi acionada por volta das 8 horas. Uma testemunha disse à Banda B que ouviu cerca de cinco disparos de arma de fogo na noite de ontem, por volta das 22 horas.

A esposa de Kutz contou aos policiais militares que o marido dela saiu para ir ao mercado, na noite de ontem, por volta das 20 horas, e não retornou mais. Ela chorava bastante e disse ter reconhecido o marido por meio do tênis. Muito abalada, ela não soube dizer se ele estava sendo ameaçado.

Acidente

No local, vizinhos contaram que o homem morto tinha protagonizado uma tragédia familiar. Em 2008, Anderson dirigia um carro com os três filhos – dois adolescentes e um bebê de 8 meses – e se envolveu em um acidente na esquina da Avenida Marechal Floriano Peixoto, no bairro Boqueirão. O caçula foi ejetado do carro e morreu na hora.

“Ele estava com a família, foi uma tragédia, perdeu um filho. É ele agora que está aí, que triste. Não conhecia muito eles, mais daqui do bairro, mesmo”, descreveu uma vizinha que preferiu não se identificar.

Corpo

Embora a esposa tenha reconhecido o marido por meio do tênis e das roupas, policiais não deixaram que ela se aproximasse do corpo. A Polícia Civil foi acionada e o Instituto Médico Legal (IML) de Curitiba fará o recolhimento do corpo do homem.