(Foto: Banda B)

Quatro policiais militares lotados no 17º Batalhão, em São José dos Pinhais, região metropolitana de Curitiba, foram detidos em flagrante enquanto estavam em serviço, no início da noite desta quarta-feira (6). A prisão aconteceu por parte de agentes do GAECO (Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado) do Ministério Público (MP), a pedido da Promotoria de São José dos Pinhais, depois de uma denúncia de extorsão.

Segundo o coordenador do Gaeco,Leonir Batisti, os policiais pediram R$ 10 mil para não prender um suspeito que foi abordado por eles durante a tarde. A denúncia teria sido feita pelo próprio rapaz, que procurou o MP de São José dos Pinhais.

A abordagem aos policiais, que estavam na viatura e em serviço, aconteceu no Contorno Leste. Os policiais militares chegaram a tentar fugir. “Deslocamos equipes porque havia um caso de extorsão. Eles queriam dinheiro para não prender um rapaz. Eles tentaram fugir, mas foram identificados e acabaram presos”, descreveu Batisti à Banda B.

A informação é que a extorsão não foi concretizada e um inquérito será apurado para investigar o caso. Entretanto, os policiais militares foram autuados porque estavam com uma arma de uso restrito das forças armadas e munições de uso restrito.