Foram necessários quatro guardas para conter a agressora, que estava bastante alterada. (Foto: aRede)

 

Uma agente da Autarquia Municipal de Trânsito e Transporte (AMTT) foi agredida, na tarde desta quarta-feira (20), enquanto autuava uma motorista em frente à Prefeitura de Ponta Grossa, nos Campos Gerais. As agressões aconteceram após a agente anotar a placa do veículo, um Fiat Uno, por causa do não uso do cinto de segurança.

De acordo com o diretor de Trânsito da AMTT, João Pontes, além da falta do cinto, a motorista estava em uma vaga para deficiente físico sem credenciais. “Tinha duas agentes da AMTT em frente à Prefeitura, fazendo uma fiscalização de rotina, quando se depararam com uma motorista na vaga de deficiente físico sem credencial. Uma das agentes pediu para ela sair da vaga, ela ficou contrariada mas obedeceu. Quando estava saindo, a motorista não colocou o cinto de segurança. Nisso, a agente insistiu para ela usar o cinto, ela se negou e, ao ver que teria a placa do carro anotada, agrediu a agente”, contou Pontes.

Diante da agressão, a outra servidora da AMTT acionou a Guarda Municipal. Segundo a autarquia, foram necessários quatro guardas para conter a agressora, que estava bastante alterada. Todos os envolvidos foram levados à 13ª Subdivisão Policial para o registro do Boletim de Ocorrência (B.O).

Esta é a segunda vez que um funcionário da AMTT é agredido em 2017. No início do ano, um agente de trânsito foi atacado por flanelinhas, na região central da cidade. Em nenhum dos casos, os ferimentos foram graves.

Para mais notícias do Paraná, clique aqui.