Um advogado, de 32 anos, foi preso após ser flagrado entregando um aparelho celular para um preso, na Cadeia Pública de Pinhais, na Região Metropolitana de Curitiba. A infração foi percebida, na manhã desta quarta-feira (31), por um agente penitenciário que atua na unidade.

(Foto: Divulgação/Depen-PR)

De acordo com o coordenador da regional de Curitiba do Departamento Penitenciário do Paraná (Depen-PR), Marcos de Paula, o celular foi devolvido – já danificado – depois de o advogado ter sido indagado pelo agente sobre a entrega do aparelho para o preso. “Dentro da carceragem, o advogado ficou de costas para o agente, que mesmo assim conseguiu observar o momento em que ele entregou o celular para seu cliente. Indagado sobre a infração, o advogado se desculpou e solicitou o aparelho para o preso, que jogou o celular para fora depois de quebrá-lo”, relatou o coordenador.

O advogado recebeu voz de prisão do delegado responsável pela Cadeia Pública. Representantes da OAB (Ordem dos Advogados do Brasil) foram chamados para acompanhar os procedimentos policiais de flagrante. “A OAB acompanhou todo o procedimento de autuação e agora serão tomadas todas as medidas legais, inclusive com o preso sendo responsabilizado também”, disse Marcos.

O caso segue sendo investigado.

Fazenda Rio Grande

Equipes da regional Curitiba do Depen-PR encontraram, também nesta quarta-feira (31), “estoques”, uma espécie de faca artesanal, durante uma operação de revista geral na Cadeia Pública de Fazenda Rio Grande, Região Metropolitana de Curitiba. Uma revista estrutural das celas também foi realizada e avarias foram constatadas em algumas delas.

Os presos foram colocados em uma galeria de triagem, para que os trabalhos pudessem ser realizados. Os reparos já foram providenciados para evitar possíveis fugas e as facas foram recolhidas.

A revista contou com o apoio de agentes penitenciários e policiais civis, lotados na unidade.