Tudo começou após o furto de uma geladeira

 

Quatro pessoas foram presas em uma ação conjunta entre a Guarda Municipal e a Polícia Militar (PM) em São José dos Pinhais, região metropolitana de Curitiba, nesta quinta-feira (22). Entre os detidos, está uma advogada, que, revoltada, ofendeu os agentes de Segurança Pública envolvidos na abordagem.

Tudo começou após o furto de uma geladeira de dentro de um caminhão, no Centro de São José dos Pinhais, por três homens que usaram uma Saveiro e fugiram para a região do bairro Suzuki. Uma equipe do serviço reservado da PM encontrou o veículo em uma casa do bairro, como explicou um dos policiais, que não será identificado.

“Dentro da residência, encontramos a geladeira que havia sido furtada e a dona da casa, uma advogada. Além do produto de furto, foram encontrados vários produtos sem nota fiscal, de origem duvidosa, uma balança de precisão, uma quantidade de haxixe, R$ 5.670,00 em dinheiro, várias jóias e telefones celulares”, disse o policial.

De acordo com o policial, a advogada disse que as equipes de Segurança Pública são uma vergonha. “Durante a a prisão, ela chamou as equipes de ladras e que conhecia a ‘laia’ que estava ali. Gritou muito e afirmou que precisava da presença de outros advogados para acompanhar a abordagem”, disse.

O guarda municipal Bassi contou que, na ação conjunta, o quarteto será indiciado por vários crimes. “Inicialmente, a advogada por receptação e os três ladrões por furto qualificado”, afirmou.

Dependendo do entendimento do delegado, a advogada ainda poderá ser indiciada pelos crimes de dano, calúnia, difamação, desobediência, resistência e desacato.