Daniel morreu aos 24 anos (Foto: Divulgação São Paulo)

 

Uma adolescente de 17 anos, namorada do jovem Eduardo Henrique da Silva, vai responder a um ato infracional por participação no Caso Daniel. De acordo com a denúncia criminal do Ministério Público do Paraná (MPPR), que foi entregue à Justiça nesta terça-feira (27), ela irá responder por fraude processual. A situação dela foi entregue à Vara da Infância e da Juventude de São José dos Pinhais, na região metropolitana de Curitiba.

De acordo com a denúncia, a adolescente teria participado da limpeza da casa da família Brittes, em São José dos Pinhais.

A presença dela na festa ocasionou a denúncia dos sete envolvidos também por corrupção de adolescente. Vão responder por esse crime: Edison Brittes Junior, Eduardo Henrique da Silva, Ygor King, David Willian Vollero Silva, Cristiana Brittes, Allana Brittes e Evellyn Perusso.

A adolescente era tratada até aqui apenas como testemunha, mas o MP decidiu incluí-la no documento. Todos os outros sete respondem pela fraude processual.