Por Elizangela Jubanski e Roberto Romanowski

cavaPai contou que garoto gostava de brincar com cachorro dentro da cava. Foto: RR/Banda B

O adolescente Willian Felício Miranda Gomes, de 14 anos, morreu afogado em uma cava no Jardim Ipê, em São José dos Pinhais, na região metropolitana de Curitiba. Ele saiu de casa às 14 horas e o corpo dele foi encontrado no início da madrugada de hoje (30) pouco depois da 1 hora. O cachorro do garoto estava às margens da cava, inquieto e latindo bastante.

De acordo com o pai do adolescente, Marcos Gomes, o filho saiu de casa por volta das 14 horas. No fim da tarde, a família começou a estranhar a demora do garoto e saiu em busca dele. Próximo a essa cava, atrás da estação da Sanepar, eles encontraram o boné e os tênis do adolescente. O cachorro que acompanhava Willian estava às margens da cava, inquieto e latindo bastante.

O Corpo de Bombeiros foi acionado e as buscas pelo garoto se intensificaram nas proximidades. Mergulhadores também faziam buscas nas águas e, por volta da 1 hora, o corpo do adolescente foi encontrado.

Inconsolável, o pai de Willian, antes mesmo da confirmação do afogamento, já previa o pior. “Eu cansei de falar com ele sobre essa cava. O cachorro estava sem a cordinha. Ele gostava de jogar o cachorro lá dentro e brincar com ele. Eu conheço ele, ele é maluco mesmo! Ele vem, e pula mesmo”, disse.

O corpo do garoto foi encaminhado ao Instituto Médico Legal (IML) de Curitiba.