Fórum de Ponta Grossa – Foto: aRede

O Tribunal do Júri de Ponta Grossa condenou nesta quinta-feira (9) a 15 anos e 9 meses de reclusão homem acusado pela morte de Kellen Aline Rodrigues Schust, de 22 anos. O crime, de homicídio duplamente qualificado, ocorreu em abril de 2016 em um terreno baldio localizado às margens da BR-376, no Parque Autoestrada.

De acordo com a denúncia apresentada pelo Ministério Público do Paraná, o crime ocorreu por motivo fútil, em razão de uma dívida contraída para aquisição de drogas, e com utilização de recurso que impossibilitou a defesa da vítima, já que o réu desferiu nove facadas contra Kellen.

Atualmente preso na cadeia pública Hildebrando de Souza, o réu de 29 anos, cumprirá a pena em regime fechado.

O corpo  foi encontrado por moradores do Parque Auto-Estrada, em Ponta Grossa, no dia 23 de abril de 2016,  em um matagal ao lado da BR-376. Perfurações de faca foram encontradas pela perícia na região do pescoço da vítima.

Mais informações da região dos Campos Gerais, clique aqui