Mais de 1,5 mil profissionais que atuam no tratamento da obesidade estarão reunidos entre os dias 15 a 18 de maio, em Curitiba. Eles participam, no Expo Unimed, do maior evento científico promovido pela Sociedade Brasileira de Cirurgia Bariátrica e Metabólica (SBCBM) e que vai discutir os novos estudos e tecnologias voltadas ao tratamento da obesidade e das doenças associadas, entre elas o Diabetes Tipo 2 e a hipertensão.

A 20a edição do Congresso da SBCBM trará renomados pesquisadores do mundo para abordar novos conceitos, tecnologias e estudos recentes voltados à redução da obesidade e das doenças associadas.

Além de cirurgiões, são esperados endocrinologistas, nutrólogos, educadores físicos, fisioterapeutas, psicólogos, psiquiatras, nutricionistas e outras especialidades envolvidas no tratamento da obesidade

Sedentarismo e obesidade – Foto Agência Brasil

“A obesidade é uma doença crônica que tem crescido exponencialmente nos últimos anos e com ela o número de pacientes que procuram a cirurgia bariátrica. Outro fator preocupante é que uma em cada três crianças brasileiras apresentam sobrepeso. Precisamos debater formas de reverter este quadro”, explica o presidente da SBCBM, Dr. Marcos Leão Vilas Boas.

Em 2017, cerca de 39.5 milhões de brasileiros foram diagnosticados com obesidade, quantia 78% maior que em 2006. O Brasil é o segundo país do mundo em número de cirurgias bariátricas realizadas, perdendo apenas para os Estados Unidos. No sistema público de Saúde são realizadas cerca de 11 mil cirurgias por ano, sendo que os estados que mais fazem a cirurgia são o Paraná, com 58%; seguido de São Paulo, com 18%; Minas Gerais, 8.7%; e Espírito Santo 6,8%.

DIABETES TIPO 2 x OBESIDADE

Uma nova opção para o tratamento de pessoas com Diabetes Tipo 2 será debatida no XX Congresso de Curitiba. Trata-se da cirurgia metabólica, regulamentada pelo Conselho Federal de Medicina (CFM), através da Resolução nº 2 172/2017, e que pode ser indicada para pessoas que não conseguem controlar a doença com medicação.

“A indicação da cirurgia metabólica, segundo a resolução do CFM, é para pessoas com menor grau de obesidade Índice de Massa Corporal (IMC) -entre 30 e 35 -e buscam reduzir o risco das complicações” , explica Marcos Leão Vilas Bôas. Já a cirurgia bariátrica é indicada para pacientes com IMC maior que 35, com doenças associadas à obesidade ou acima de 40.

O número de pessoas com diabetes cresceu 60% nos últimos dez anos no Brasil. São quase 14 milhões de casos e a doença é responsável por mais de 100 mil óbitos por ano no país. Isso porque a evolução do paciente com diabetes mal controlado é a mesma. Evolui para um infarto, doença arterial periférica, retinopatia, nefropatia e assim por diante.

PROGRAMAÇÃO CIENTÍFICA

Neste ano, o tema do congresso é “Tratamento integrado – cirurgia bariátrica e qualidade de vida” e vai explorar novos tópicos no tratamento cirúrgico da obesidade.

“Estamos trabalhando para a realização de um evento que reunirá os profissionais mais atuantes no tratamento da obesidade no Brasil e convidados internacionais de notório saber, tanto no que se a parte metabólica – síndromes, diabetes e outros, – mas também do ponto de vista técnico. Além disso, teremos cursos pré-congresso com ênfase no dia a dia do cirurgião que atua em diferentes regiões do país”, afirma o diretor científico da SBCBM, Caetano Marchesini.

De acordo com os responsáveis pela Comissão Científica do Congresso, Dr. Fábio Viegas e Antônio Carlos Valezi, o programa oferece oportunidade para médicos, cirurgiões, nutricionistas, psicólogos, enfermeiros, educadores físicos e fisioterapeutas discutirem os avanços científicos com especialistas renomados do país e do exterior.

Já os representante da Comissão Organizadora Local, Renato Glasmeyer, destacou a programação cultural e os atrativos que Curitiba oferece aos seus visitantes como, por exemplo, a sua arquitetura, seus museus, parques, praças, gastronomia e organização urbana.

Website: http://www.congressobariatrica.com.br