A busca pelo sorriso ideal é uma realidade para milhares de brasileiros que não se sentem satisfeitos ao tirar uma foto ou se olhar no espelho. Dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) mostram que 50% da população tem apenas 20 ou menos dentes funcionais (de um total de 32), o que reforça a necessidade da busca de uma alternativa estética e de qualidade de vida.

Foto: Divulgação

A História mostra que a busca pela substituição dentária é antiga e há registros de civilizações que já utilizavam próteses rudimentares séculos antes de Cristo. Com a evolução da tecnologia, porém, alcançamos atualmente a quase perfeição, tanto que muitas vezes é difícil diferenciar a prótese do dente natural.

Essa evolução, porém, pode deixar ainda muitas dúvidas e é comum que pessoas não saibam diferenciar o que é prótese e o que é implante, na hora de procurar um tratamento dentário. Mas, por aqui já podemos adiantar, que as duas coisas devem andar juntas.

Reprodução

Josy Rezende tem mais de 30 anos e experiência em reabilitação oral e atualmente é diretora clínica da Virtus Implantes. “É preciso deixar claro que o implante é uma parte de titânio, que vai substituir a raiz do dente perdido. Com a extração do dente, é necessário colocar esse pino cirurgicamente e, sobre ele, será adaptada uma prótese. A prótese, então, é a parte que você enxerga, que pode ser de porcelana ou de resina – a parte branca do dente”, explica.

Após a implantação cirúrgica do pino de titânio, é necessário um tempo para que o organismo incorpore completamente o implante, fazendo uma fusão, a chamada ósseo integração. Vale lembrar que não existe rejeição, quando há perda do implante, o motivo em muitos casos está relacionado ao estilo de vida do paciente – tabagismo e ingestão exagerada de bebidas alcoólicas podem influenciar o resultado do procedimento. A dra. Josy  reforça que “nos primeiros dias após o procedimento o paciente deverá ter uma alimentação leve, com vitaminas e sopas. O pós operatório é bastante tranquilo e a recuperação é rápida.

Reprodução

Cuidados

Projetados para durarem para o resto da vida, os implantes e as próteses também necessitam de um cuidado especial após a colocação e para isso é indispensável contar sempre com uma ajuda profissional.

A diretora clínica da Virtus Implantes, porém, adianta que os cuidados são os mesmos dedicados aos dentes naturais. “É necessário procurar o dentista semestralmente, por exemplo. Já que sem os cuidados adequados, a quebra pode ser parecida com a do dente natural, o paciente pode ter gengivite e periodontite do mesmo jeito. Logo, acompanhar radiograficamente e fazer a limpeza é essencial para que o implante e a prótese durem para o resto da vida”, conclui.

A tecnologia atual permite que as pessoas coloquem implantes a partir dos 18 anos, sem limite de idade.

Mais informações sobre este assunto você pode conseguir agendando uma avaliação pelo telefone 0800 765 5574, pelo Whatsapp (41) 9219-9061 ou ainda pelo site www.virtusodontologia.com.br. A Virtus está presente em Curitiba e São José dos Pinhais.