O ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, disse nesta quarta-feira (23/12) que as constantes mudanças de cenário dificultam a definição de um cronograma de vacinação contra o novo coronavírus. Segundo ele, o governo está negociando “todos os dias” com as diversas empresas que desenvolveram imunizantes contra a doença.

“O cronograma de distribuição e imunização é mutável”, ressaltou após visitar o Centro de Distribuição de Insumos Críticos da Saúde em Guarulhos, na Grande São Paulo.

Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil

“Empresas que apresentam novas propostas. Fabricação que é interrompida ou acelerada. Registro na Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária). Toda e qualquer vacina que seja distribuída pelo Sistema Único de Saúde (SUS) estará registrada com a garantia de segurança e eficácia”, enumerou sobre os fatores que dificultam estabelecer um calendário para a vacinação em massa no país.