Apesar de o acidente vascular cerebral (AVC) se manifestar, via de regra, de forma intensa e rápida, em alguns casos, é possível que o quadro evolua lentamente ao longo das semanas. Foi o que aconteceu com a técnica de enfermagem Esmae Hodgetts, de 20 anos, que demorou dias até descobrir que estava tendo um derrame.

Foto: Reprodução/Facebook/esmae.hodgetts.5

A jovem inglesa sentiu uma dor de cabeça forte e não imaginou que ela poderia estar conectada a uma dor no pescoço que vinha sentindo desde a semana anterior. Eram todos sinais do AVC.

Com um bom histórico de saúde, Esmae não achava que sua dor de cabeça fosse um sinal de AVC. “Eu não tive dormência no rosto nem problemas nos membros. Não tinha mais de 40 anos, nem doenças que pudessem facilitar o AVC. Nenhum sinal era indicativo”, conta, em entrevista ao Daily Mail.

Para ler a matéria completa no Portal Metrópoles, parceiro da Banda B, clique aqui.

Comunicar erro

Comunique a redação sobre erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página.

Jovem de 20 anos tem dor de cabeça forte e só descobre AVC dias depois

OBS: o título e link da página são enviados diretamente para a nossa equipe.