O diretor de Gestão em Saúde da Secretaria de Estado da Saúde do Paraná (Sesa), Vinícius Filipak, disse em entrevista à Banda B nesta quinta-feira (3) que há 159 pacientes na fila para uma vaga em leitos de Curitiba e Região Metropolitana. 44 destes pacientes precisam de leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) e os outros 115 aguardam uma vaga em enfermaria.

Foto: Sesa-PR

De acordo com Filipak, pacientes com estados de saúde mais graves são atendidos prioritariamente e a cada hora do dia os números sobre a fila de espera por leitos podem sofrer alterações significativas. “Os números que passei são de hoje às 9h da manhã, mas essa demanda é muito dinâmica, porque à medida que são liberados leitos nos hospitais, pacientes que estão aguardando são direcionados e ao mesmo tempo novos pacientes surgem com demanda por internamento”, explicou o diretor da Sesa.

A situação em Curitiba e região é preocupante e a tendência é que continue assim pelo menos nos próximos dias. “É importante lembrar que as pessoas que estão contaminadas há alguns dias, provavelmente em breve necessitarão de internamento hospitalar e vão aumentar o número de pacientes com essa demanda de internação. Nós não esperamos que essa demanda desapareça nos próximos dias, ela tem uma tendência de crescimento, infelizmente”, afirmou Filipak.

Transferências

Até o momento, não há informações sobre nenhum paciente residente na capital que tenha sido transferido para fora da Região Metropolitana de Curitiba. Porém, desde o dia 1º de novembro, já houve a transferência de cinco pacientes para hospitais de Guarapuava, no interior do Paraná.

Nesta quinta-feira, dois pacientes serão transferidos de São José dos Pinhais para o Hospital Regional de Guarapuava, segundo Filipak.

Boletim

Curitiba registrou, nesta quinta-feira, 1.380 novos casos de covid-19 e 13 óbitos de moradores da cidade infectados pelo novo coronavírus, conforme boletim da Secretaria Municipal da Saúde.

Até agora são 1.788 mortes na cidade provocadas pela doença neste período de pandemia. Com os novos casos confirmados, 82.647 moradores de Curitiba testaram positivo para a covid-19 desde o início da pandemia.