Nessa semana vimos a notícia de que um ‘superfungo’, o Candida auris, foi encontrado em um hospital no estado da Bahia aqui no Brasil. O caso já está sendo analisado e todas as medidas estão sendo tomadas para evitar a proliferação do fungo.

Ele foi identificado após uma investigação que encontrou traços do fungo na ponta de um cateter que foi inserido em um paciente que está internado com a Covid-19. E é por meio de procedimentos invasivos ou em pessoas com a imunidade baixa que o Candida auris aproveita para se proliferar, e uma vez no sangue, ele leva a quadros de doenças mais graves.

Mas nem todos os fungos são perigosos e alguns deles, inclusive, estão presentes no nosso dia a dia. A micose, por exemplo, é o tipo mais comum de doença causada por fungo, que pode se instalar na pele, no couro cabeludo ou nas unhas.

Para evitar essas doenças, alguns cuidados em casa são necessários, como a limpeza dos ambientes. Além dos produtos tradicionais de limpeza como o cloro e desinfetantes, produtos  antifúngicos garantem a proteção por mais tempo. Um exemplo disso, é o Microbac que é um  bactericida e fungicida distribuído pela empresa brasileira Aya Tech, o produto elimina não só os fungos como as bactérias.

Foto: Reprodução/Pixabay

Abaixo você confere como é feita a transmissão dos fungos que causam as principais micoses e como é possível evitar o contágio.

Transmissão

A gente sabe que o nosso ar está cheio de bactérias, vírus e fungos, e por conta disso muitas doenças são transmitidas de um lugar para o outro.

No caso dos fungos, a doença mais comum é a micose. E entre as principais formas dela aparecer são por:

·        andar descalço

·        usar roupas úmidas por longo tempo

·        usar roupas de material sintético

·        usar chuveiros públicos, piscinas, saunas e lava-pés

·        usar alicates de cutículas, lixas e tesouras que não foram esterilizadas corretamente

·        não enxugar corretamente entre os dedos dos pés, virilha e embaixo das mamas

Entre os principais sintomas da micose estão a alteração de cor e textura da pele, bem como as coceiras. O alerta fica por conta dos fungos terem esporos que podem ser inalados, causando problemas no sistema respiratório, como rinites, bronquites e alergias.

Como prevenir os fungos

Além da boa limpeza da casa, como já falamos, e o uso de produtos específicos, algumas ações podem ser tomadas:

·        Evite andar descalço em espaços públicos

·        Não compartilhe toalha de banho com outras pessoas

·        Enxugue-se bem

·        Use roupas íntimas que não retêm a umidade

·        Não fique com roupas molhadas por muito tempo

·        Use o seu próprio material ao ir à manicure

Outras doenças causadas por fungos

Além da micose, existem outras doenças causadas pelos fungos.

Frieira

É uma infecção nos dedos dos pés. Ela é bem comum e aparece quando os dedos ficam úmidos e abafados, especialmente por conta do uso contínuo de sapatos fechados. Seus principais sintomas são vermelhidão, coceiras e rachaduras.

Pano Branco

Essa doença recebe esse nome, pois seus principais sintomas são manchas brancas e descamativas na pele. Elas costumam aparecer no rosto, pescoço, braços e ombros.

Candidíase

Causado pelo gênero Candida, seu principal sintoma é o aparecimento de pequenas bolas brancas que formam placas, principalmente na língua – ela também é conhecida como sapinho, muito comum em crianças. Ela também pode aparecer na região vaginal, provocando coceiras, sensação de ardência e secreção de corrimento de cor branca.

Histoplasmose

Essa doença é transmitida pelos esporos do fungo Histoplasma capsulatum que estão presentes no ar. Seus principais sintomas são tosse, febre, dores musculares e problemas respiratórios.

Ao perceber qualquer uma dessas doenças, o indicado é procurar um médico para realizar o tratamento ideal da doença.